O que é o SEGURO DPVAT ?

A sigla DPVAT significa: Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre.

Seguro DPVAT é uma indenização concedida a qualquer pessoa que tenha sido vítima de algum acidente de trânsito dentro do Brasil e que tenha qualquer tipo de prejuízo à sua saúde.

Não importa se você é o motorista, piloto, garupa, passageiro, pedestre ou se você teve algum tipo de culpa em um acidente. Se você sofreu um acidente de trânsito e se machucou, você tem direito a solicitar o DPVAT.

O que é o seguro DPVAT_Foto 1

Tipos de indenizações

Morte

Quando há uma fatalidade e a pessoa acaba falecendo em um acidente. Indenização de R$ 13.500 para os herdeiros da vítima.

Invalidez Permanente

Quando a pessoa sofre algum tipo de lesão grave e fica com alguma sequela em sua saúde. Indenização de até R$ 13.500 para a vítima ou representante legal, sendo calculado de acordo com a gravidade da lesão.

Reembolso de despesas médicas (DAMS)

Quando a pessoa precisa gastar o próprio dinheiro com medicamentos ou tratamentos. Indenização de até R$ 2.700 para a vítima ou representante legal, sendo calculado de acordo com o quanto a vítima gastou em seu tratamento.

Primeiro, responda para si mesmo essas perguntas abaixo. Se você responder “SIM!” para todas, VOCÊ TEM DIREITO A RECEBER O DPVAT:

Você sofreu um acidente de trânsito?
Não importa se você era motorista, piloto, garupa, passageiro ou pedestre
O acidente ocorreu dentro do Brasil?
Não importa se você é brasileiro ou estrangeiro
O acidente aconteceu há menos de 3 anos?
Então você ainda está dentro do prazo para dar entrada no seu pedido de indenização
Você se machucou nesse acidente?
Está sem poder trabalhar, está com os boletos chegando, peça ajuda!

O pagamento é feito sempre através de depósito na conta da vítima ou de seu representante legal em, no máximo, 30 dias após dar entrada com a solicitação. Contas correntes de todos os bancos são aceitas para o pagamento. Se a vítima tiver apenas conta poupança, será possível depositar a indenização apenas em um desses bancos: Caixa Econômica Federal, Bradesco ou Itaú.

  • Vítima menor de 15 anos: O valor da indenização é pago aos pais ou representante legal.
  • Vítima com 16 à 17 anos completados: O valor da indenização é pago à vítima menor de idade, mas com a assistência e orientação dos pais ou representante legal.

Quem Recebe o Seguro?

Não importa se você é o motorista, piloto, garupa, passageiro, pedestre ou se você teve culpa no acidente. Se você sofreu um acidente de trânsito e se machucou, você tem direito a solicitar o DPVAT.

Dúvidas Frequentes:

“Sou ciclista, fui atropelado e me machuquei. Posso receber o seguro DPVAT?”
Sim! Todos aqueles que foram atropelados tem direito.
“Me machuquei dentro do ônibus. Tenho direito ao seguro DPVAT?”
Sim! Pois em seu acidente há um veiculo envolvido.
“Bati meu carro e não me machuquei. Mas meu carro deu perda total. O DPVAT paga o concerto?”
Não! O Seguro DPVAT cobre apenas danos pessoais.
“Sou um Tiranossauro e fui atropelado por um meteoro. Tenho direito ao DPVAT?”
Não! O Seguro DPVAT cobre apenas seres humanos.

Como dar Entrada e Receber o Seguro DPVAT?

Dar entrada no seguro DPVAT era para ser bem simples mas, infelizmente, não é. É um processo bem burocrático que requer muita atenção aos pequenos detalhes para que a indenização seja paga sem nenhum problema.

Muitas pessoas acabam dando entrada e perdem seus processos por falta de informação.

Mas fique tranquilo. MeAjuda DPVAT está aqui para te ajudar! Você pode solicitar nossa ajuda preenchendo o formulário acima.

Sofrer acidente não é fácil para ninguém. Você se machuca, sofre perdas materiais, fica triste... E nem sempre você consegue focar sua atenção ou ter tempo para dar entrada no DPVAT.
Você pode acionar o DPVAT de duas formas:
Pela Caixa Econômica Federal

Prós:

  • Gratuito.

Contras:

  • Insegurança;
  • Você não tem controle sobre seu processo;
  • Atendente não são especialistas em DPVAT;
  • Corre o risco de perder seus direitos por falta de informação;
  • Você não sabe se sua documentação está correta;
  • Você não recebe nenhum tipo de orientação;
  • Você não tem a quem recorrer caso percam sua documentação;
  • Nem sempre é informado caso haja pendências nos documentos;
  • O BARATO SEMPRE SAI CARO!
Por Assessorias Parceiras do MeAjuda DPVAT

Prós:

  • Segurança;
  • Controle total sobre seu processo;
  • Atendentes são profissionais com anos de experiência em DPVAT;
  • Pré-análise de toda sua documentação para certificar de que nada vá dar errado;
  • Orientação personalizada sobre seu caso;
  • Você pode ligar a qualquer momento e saber como anda seu processo;
  • Será informado sempre das novidades do seu processo;

Contras:

  • Não descobrimos nenhum ainda.

Quais os documentos?

É muito importante sempre ficar atento à documentação necessária para dar entrada no seguro DPVAT. Se algum documento for enviado errado ou se faltar algum, a indenização pode ser negada. Portanto, preste muita atenção e organize muito bem os documentos referentes ao seu acidente. O ideal é sempre ter a orientação de profissionais para que nada fique faltando.

Os documentos mais importantes para dar entrada no DPVAT são:

Boletim de Ocorrência

Se algum policial fez o B.O. no momento do seu acidente, solicite uma via para você. Se seu acidente não tem B.O. vá o mais rápido possível na delegacia mais próxima e solicite um B.O. de ato declaratório e descreva seu acidente.

Laudos Médicos

Se você ainda está passando em consultas médicas, solicite em todas as consultas que o médico descreva em um papel a sua evolução clínica. Caso você não esteja mais passando em consultas, vá ao hospital em que você foi atendido e solicite seu prontuário médico completo, desde o boletim de primeiro atendimento até o dia que você teve alta.

Notas Fiscais de Gastos Médicos

Se você teve gastos com medicamentos ou tratamentos, guarde sempre as receitas médicas e as notas fiscais dos medicamentos e tratamentos que você teve que pagar.

Em cada caso, a documentação necessária pode mudar. Para saber qual a documentação exata para o seu caso, preencha nosso formulário. Nossos parceiros conversarão com você, ouvirão sua história e lhe enviarão a lista de documentos exata para o seu caso.

Estes documentos são os mais importantes. Você também precisa separar seus documentos pessoais:

  • RG ou CNH;
  • CPF;
  • Comprovante de Residência (conta de água, luz, telefone);
  • Comprovante bancário (saldo ou extrato da conta contendo número da agência e número da conta);
  • Documento do veículo (Caso seja o condutor proprietário);
  • Formulário de Autorização de Pagamento: (Você pode solicitar esse documento preenchendo o formulário que está no final dessa página);
  • Laudo do IML (Dando entrada com nossos parceiros, esse laudo não é necessário);

Fale agora com um especialista sem custos!

Veja alguns depoimentos de nossos clientes:

Sofri acidente de moto com meu namorado e quebrei a perna. Entrei em contato com o MeAjuda pensando em dar entrada somente no DPVAT e com a ajuda deles encontrei muitos outros direitos!
Brenda
Atendente de Telemarketing
Bateram na minha moto num cruzamento, o cara estava bêbado, quebrei a fíbula e ainda perdi a moto. Com o MeAjuda me auxiliando consegui o DPVAT, fizemos o cara que causou acidente pagar o conserto da minha moto e ainda saí com uma grana extra para segurar uns meses
Rodolfo Jr.
Motoboy
Entrei em contato para saber dos direitos dos meus pais que sofreram acidente. Com o MeAjuda consegui dar entrada no DPVAT sozinha e ainda consegui outros benefícios que nem sabia que tinha.
Tabata
Publicitária

Onde Atendemos:
São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Goiânia, Brasília e Fortaleza

Começando em: Teresina, Manaus, Salvador e Recife.

Preencha nosso formulário e receba ajuda para conseguir sua indenização de DPVAT e outros Direitos!

    Qual seu nome?*
    DDD + Telefone:*


    Qual sua Cidade?*
    Se deseja um atendimento rápido, descreva AQUI o acidente e as lesões sofridas.